Culhão, a palavra do momento!

  • 9 de novembro de 2017
  • Eduardo Lodi
  • Blog
  • 2295
  • 47587 Views

Chega ser um saco toda hora que vimos os programas esportivos dizer que falta CULHÃO aos jogadores do Palmeiras. Toda hora é a mesma coisa. A torcida já adotou essa palavra e agora em qualquer revés é falta de coragem.

Estou aqui para criticar, esse é o momento de criticar. Contudo, tenho que fazer uma ressalva bem importante: Criticar não é sair falando “merda” sem parar e achar que está correto. Isso vai colar para algumas pessoas, porém muitas querem racionalizações e não uma enxurrada de palavras desesperadas depois de uma humilhação.

Antes de começar a minha crítica, contudo, irei dizer que não concordo com as críticas feitas por outras pessoas, das quais eu li muitas e em grande parte apontam como solução algo que eu não acredito que seja o remédio para nosso ferido Palmeiras.

O que eu vi até agora foi: ” Falta Raça! Faltou o Felipe Melo em campo! Como que pode ser banco desses caras? Como Thiago Santos pode ser banco?” – ” Moisés é um Felipe Menezes!” – ” Prass tem que sair!” – ” Tchê Tchê se esconde” – “Egídio nem comento” – “Edu Dracena, Meu Deus…” – ” Quem contratou Erick?” – Dentre outras milhares de frases repetidas, ops… Faltou a do Juninho. Ah Deixa quieto.

Isso tudo vocês já viram e não vou ser aqui o idiota de dizer que está errado. Acredito em algumas coisas mencionadas, mas o que eu vejo como problema é algo muito maior que afeta não os jogadores especificamente, mas o grupo todo, e se estiverem com paciência de ler até o fim tentarei explicar a vocês.

Primeiramente, como criticar o Fernando Prass? Acho ridículo isso. Não cola, não desce. Tchê Tchê, Moisés, e Dudu, realmente não consigo. Se vocês conseguem, é algo que, talvez, eu tenho que repensar. Não pelo fato de eu acharem que eles estão jogando bem. Ou pelo contrário, por serem os melhores do time deveriam chamar mais a “responsa”. Mesmo assim. NÃO CONSIGO.

Vejo muita liderança nesses jogadores citados. Jamais estou os eximindo de culpa. Só estou sendo sincero com vocês, por que eu acredito que se todos tivessem o comprometimento desses quatro jogadores citados, o time não estaria assim.

Então na onde está o PROBLEMA?

O Problema está em tudo quanto é porra que fizeram nesse ano. Ontem fomos humilhados. E tal derrota me fez refletir da seguinte forma: O Corinthians vai ser campeão com um elenco bem pior e mais humilde que o nosso. O Grêmio está na final da Libertadores e não investiu nem um cisco do que investimos. Olha o que faz o Santos e Botafogo sem dinheiro.

Se for para perder para o Vitória depois de perder um clássico decisivo pode colocar qualquer jogador lá. Não precisa ser medalhão, reúne 11 quaisquer e entrem e campo. Com certeza, estes perderiam para o pior mandante do campeonato. Mas não seria o PALMEIRAS.

Esses caras não são o PALMEIRAS! – Jogando desse jeito, Não!

Ontem, no começo da peleja, com 5 minutos de jogo eu virei para o meu Pai e disse; de novo, tomaremos o primeiro gol. Por que era evidente que entraram desligados, era evidente que não deram tudo de si. Quem disse para eles que em um jogo contra o pior visitante do campeonato não precisariam de concentração e 100% de entrega? Tenho certeza que a torcida não foi. Pelo contrário, a torcida estava lá! DE NOVO e COMO SEMPRE!

Aí vemos aquela enxurrada de críticas excrementes, mas tem fundamento, a tristeza de ser iludidos mais uma vez. Vi um monte de gente dizendo que deveria contratar Fulano, Cicrano e Beltrano para o ano que vem e que resolveria.

Me dá uma parada cardíaca de ver isso. Quem a gambazada contratou? Quem o Grêmio trouxe? Nosso refugo Barrios? Quem o Botafogo contratou? Santos, Só o Bruno Henrique.

Contratar não vai resolver. A maioria desses caras que jogaram ontem pertencem ao elenco campeão do ano passado. Até o Erick Sabia? Ele decidiu partidas no ano passado, e partidas difíceis, contra o Inter e o próprio Vitória, entrava para substituir o Gabriel Jesus. Então, antes de pedir mais uma baciada lembre-se que não vai adiantar. Contratar só vai piorar. Se resolvesse teríamos sido campeões de tudo.

Não fomos, e não seremos enquanto não houver uma ADMINISTRAÇÃO DECENTE.

Exatamente isso. Não falo de estrutura financeira, aparelhagem, CT, profissionais. Deve existir uma cúpula que preze pela manutenção do espírito Palmeirense. Essas pessoas não entendem o que é o Palmeiras. A diretoria, a comissão técnica, o Capitão, os jogadores, os conselheiros, todos devem entender que as atitudes tomadas tem que ser de acordo com o Palmeiras. De acordo com a grandeza do Palmeiras.

Não dá para aceitar que um jogador jogue mal diversas vezes e seja defendido pela diretoria, pelo treinador, pelo próprio elenco. Eles tem que ter a consciência de que representam o time mais vitorioso do Brasil. Se for preciso fazer 10 vezes mais do que outros times fazem, eles tem que fazer. NÃO DÁ PARA ACEITAR!

E isso cai principalmente nas costas do Galiotte. Não pode deixar o time ser tão prejudicado pela arbitragem durante o campeonato todo e ir reclamar só depois que é operado pela vigésima vez e no clássico. Não para ser maleável. Afastou o jogador, mantém afastado, foda-se o prejuízo financeiro, casos de Felipe Melo e Guedes. Não discuto merecimento do afastamento. Acredito que deve-se adotar metodologias de trabalho, tal qual, conversa ou decisões administrativas.

Todavia, se decidir afastar um jogador, conselheiro, diretor, profissional, que o deixe afastado. Isso mostra pulso fraco. Compromete o trabalho e faz o torcedor ficar contra.

E AGORA?

Agora é o momento mais do que nunca de Galiotte dar uma coletiva. Fazer reuniões e Cobrar, COBRAR QUE A HISTÓRIA DO PALMEIRAS SEJA RESPEITADA!

E para o ano que vem, chega de leva de contratações. Planejar com ciência, aproveitar os emprestados, os meninos da base, e contratar 2 ou 3, no máximo! Chega de Loucuras! Chega de empresários colocando jogadores no Palmeiras! 

QUERO O PALMEIRAS VALENTE! que faça jus às tradições do clube, e não uma panelada.

Share: