O ilusionismo acontece só com aqueles que não conhecem o truque da mágica

  • 22 de novembro de 2017
  • Eduardo Lodi
  • Blog
  • 1234
  • 37397 Views

O Padrão do Palmeiras pós 2014 mudou consideravelmente e isso o torcedor tem que agradecer todos os dias. Pode-se dizer que, hoje, o time briga de acordo com suas tradições. Contudo, não se pode cair nas ilusões causadas por aqueles que vendem isso.

Deixe me explicar melhor, não se pode cair no conto do vigário, na fala do homem da cobra. O vendedor quer, sempre, que você pense que está comprando o melhor produto possível, até a TekPix era assim. E olha que vende até hoje…

A todo segundo de F5 nas redes sociais pode-se notar uma nova notícia de contratação envolvendo o Palmeiras e não deve ser isso que o torcedor tem de valorizar. 

Óbvio, que a situação excelente financeiramente aliado a moderna estrutura de trabalho do clube tem que ser comemorados. Porém, o que o torcedor quer acima de tudo são títulos e estes não virão necessariamente com contratações.

O elenco está inchado e a maioria dos jogadores tem vínculo longo, até 2019, 2020, 2021. Isso quer dizer que, quando foram contratados esperava-se deles, um desenvolvimento bom de trabalho e que rendessem por anos. Foram contratos ótimos, visto que o Palmeiras detém boa quantia dos direitos federativos na maior parte dos jogadores do elenco.

Mas isso ainda gera outra consequência, salários por todo o tempo de contrato. E o quando o jogador não vai bem como o esperado? Daí acontece o que vemos hoje, a torcida pede o desligamento,  o clube empresta e continua pagando salários. Ainda, tem que comprar outro para o lugar daquele que foi emprestado e acaba gastando na compra, além dos dois salários, o daquele que veio e do que foi emprestado.

Com certeza existem profissionais capacitados que tomam conta de não extrapolarem o limite orçamentário do clube, mas a bola de neve está crescendo e qualquer um pode perceber isso. Usam das contratações para nos manter indo no estádio e pagando o AVANTI em dia, e quando o trabalho dá errado basta irmos no Facebook e pedir para contratar mais um.

Fica tudo resolvido, só não para aqueles que entendem de engrenagem que sabem que a solução está sendo deixada de lado.

Antes que eu me alongue, o momento requer rigidez máxima. Se eu fosse o Galliote fecharia com um técnico urgente, faria umas 4 reuniões com os jogadores(dispensaria alguns e não renovaria com outros) e daria uma coletiva clara e transparente, afirmando que o trabalho será assim e assado e que o treinador  irá cumprir o contrato integralmente independente dos resultados.

Chega de aceitar pressão! Chega de contratações! Chega de tirar coelhos da cartola! Queremos um fluxo contínuo com resultados.

Share: