Um orgulho chamado Palmeiras

Crédito:  Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

 

Eu tenho orgulho do Palmeiras. Sim, mesmo após a perda do título do Campeonato Paulista, eu afirmo com todas as letras: EU TENHO ORGULHO DO PALMEIRAS! Sabem por quê? Simples. Tenho orgulho porque meu time jogou de forma honesta. Tenho orgulho porque meu time correu e lutou com suas forças até o final. Tenho orgulho porque meu time não é envolvido com corrupção.

Claro que gostaria de vir aqui e escrever sobre o título conquistado, mas por obra de um circo, que a meu ver já estava todo armado, não conseguimos o título.

O Palmeiras chegou até a final lutando contra tudo e contra todos, porém no momento decisivo, fomos roubados a apito armado de uma maneira escandalosa e vergonhosa. Não nos queriam campeões. Infelizmente, conseguiram.

Desde o jogo de ontem, estou a ver vários Palmeirenses criticando o time dizendo as famosas pérolas: “Faltou raça”, ou “Time não vez nada no jogo”, ou então: “Time pipoqueiro”. Olha, só digo uma coisa a essas pessoas: Raça faltou quando tomamos de 6×1 do Figueirense em 2006, ou então quando tomamos de 6×0 do Goiás em 2014. Ontem não faltou raça. Podemos discutir se faltou psicológico dos jogadores, porém qual ser humano consegue manter o foco depois de ser roubado na cara dura e se sentir impotente? Não dá para jogar contra o time numa situação dessa.

Mas e agora? Pois é Palmeirenses, mais uma vez teremos que juntar as nossas forças para resistir a mais essa falcatrua armada por aqueles que estão no futebol contra nós. Nós Fomos à resistência em 1942. Nós fomos resistentes ao longo dos anos que ficamos na fila. Nós fomos resistentes em 2016, quando a torcida se fechou com o time para buscar o título do Campeonato Brasileiro, e agora, mais uma vez, precisamos ser a resistência contra esse sistema podre que está enraizado no futebol.

Se quisermos mostrar nosso orgulho pelo Palmeiras, nós temos que nos unir. Nós temos que armar o Palmeiras da forma com que temos ao nosso alcance. Sabe como? Uma dica: Por exemplo, se você não for sócio Avanti, se associe. Só assim o Palmeiras arrecadará mais dinheiro para, na hora exata, se tornar independente da RGT por exemplo. Se você for ao estádio, vibre com o time. Jogue junto na vitória, no empate ou na derrota. Se você quiser consumir informações sobre o Palmeiras, procure informações vindas da mídia Palestrina, ou mesmo, acessem o conteúdo da TV Palmeiras/FAM. Essas são apenas algumas dicas, claro que podemos fazer mais.

É hora de mostrarmos nosso orgulho, nossa paixão, o nosso amor por nosso time. Vamos caminhar junto com o time até o final. Só assim venceremos essa corrupção instalada no futebol.

 

Enquanto isso em Dublin…

 

Crédito: Palmeiras Dublin

Aqui em Dublin, cerca de 200 Palmeirenses se reuniram no pub Buskers On The Ball para assistir ao jogo do Palmeiras. Desde 2014 nos reunimos para assistir aos jogos. E desde 2016 o Buskers On The Ball se tornou o nosso Allianz Parque.

Ao término do primeiro tempo, mesmo com o placar adverso, os Palmeirenses foram para frente do pub para cantar e mostrar a todos em volta que a nossa paixão pelo Palmeiras não tem distância. É assim que continuaremos fazendo por aqui. Nosso amor pelo Palmeiras não tem distância.

Quer acompanhar o Palmeiras Dublin de perto? Siga-nos nas nossas redes sociais.

Facebook  Instagram  Twitter

Share: