Sorriso no Panamá

Duas partidas disputadas em terras panamenhas, duas vitórias que deram pro gasto. Não dá pra exigir show do time nessa parada de Copa, o importante é dar rodagem e manter o ritmo. Porém o mais importante nesses dias de excursão do time, foram os sorrisos arrancados.

Começando pelo sorriso do Hyoran, William, Bruno Henrique e Deyverson (ele mesmo), jogadores que balançaram as redes e balançar a rede em um time de concorrência forte, ainda que seja em adversários mais limitados, é sempre importante.

Sorriso deu também o torcedor mais apaixonado. Não pelo jogo, mas pelo Palmeiras. Nessa fase de Copa, por mais empolgados e empolgadas que a gente fique, a saudade é sempre grande. Qualquer oportunidade de ver o Palmeiras em campo é satisfatório, motivo suficiente pra sorrir.

Tipo o sorriso daquelas crianças que tiveram contato com nossos jogadores numa ação que traz o misto de unir o útil ao agradável. A experiência para os jogadores é incrível, principalmente os moleques da base. Para as crianças, acho que não preciso falar, olha só a foto delas sorrindo.

É claro, a equipe de marketing trabalhou bem em expor a marca do Palmeiras em terras panamenhas, queira ou não o futebol brasileiro é muito forte nas américas. Mais do quê exigir um futebol de classe, essa preparação além de ter sido útil em termos de condições físicas, foi útil pra exercitar o lado humano. É sempre bom lembrar que nenhum de nós somos máquinas. E o melhor jeito que lembrar isso é sorrindo.

Share: