A decisão de amanhã!

  • 25 de setembro de 2018
  • Eduardo Lodi
  • Blog
  • 0
  • 1388 Views

A notícia do momento em todo programa esportivo é: Possível Tríplice Coroa do Verdão.

Para o torcedor palmeirense é uma euforia muito grande, pensar em tríplice coroa em 2018, sendo que em 2014 foi um tragédia. Uma retomada muito rápida, o ressurgimento de uma camisa gigante disputando títulos.

Porém, temos que analisar o jogo que vem a seguir. O Cruzeiro jogando em vantagem em casa é certo que se ocorrer a virada, ela deve ser com toda certeza épica. Não consigo imaginar um jogo diferente de uma verdadeira batalha campal.

Perder para o Cruzeiro não é o fim do mundo, mas está na hora de demonstrar força, de se classificar para final e poder alçar vôos maiores. Vale lembrar, porém, que o Palmeiras não vence o Cruzeiro desde o título da Copa do Brasil de 2015. Naquela ocasião foram duas vitórias, uma em casa e outra dentro do Mineirão.

De lá pra cá, foram:

21/11/2015 – Palmeiras 1 x 1 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro)

25/06/2016 – Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Campeonato Brasileiro)

13/10/2016 – Palmeiras 0 x 0 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro)

28/06/2017 – Palmeiras 3 x 3 Cruzeiro (Copa do Brasil)

09/07/2017 – Cruzeiro 3 x 1 Palmeiras (Campeonato Brasileiro)

26/07/2017 – Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras (Copa do Brasil)

30/10/2017 – Palmeiras 2 x 2 Cruzeiro (Campeonato Brasileiro)

30/06/2018 – Cruzeiro 1 x 0 Palmeiras (Campeonato Brasileiro)

12/09/2018 – Palmeiras 0 x 1 Cruzeiro (Copa do Brasil)

 

(Foto retirada do Estadão/ Marcelo Fim)

Não pode um time com uma história tão grande jejuar em vitórias sobre um adversário. Muitos desses jogos tiveram muitas semelhanças táticas, na maioria das vezes com o Cruzeiro abrindo o placar. E essa é a identidade do time do Mano Menezes; Conseguir um gol e retrancar, jogar a responsabilidade toda para o adversário e se possível, aproveitar o contra-ataque. 

O Palmeiras não deve ficar freguês do time da Raposa e para isso precisa quebrar essa sina, empurrar seu estilo de jogo goela abaixo. Tudo isso dentro do Mineirão. A receita para quebrar de vez essa zica é ter mais frieza que o lado de lá, não perder chances claras e não se desconcentrar de maneira nenhuma.

O Felipão sabe lidar com isso, na primeira passagem protagonizou e motivou o time para realizar diversas viradas de placares. Quem não se lembra daquele 4×2 em cima do Flamengo na Copa do Brasil de 1999. Foi épico! 

Amanhã mais do que nunca precisaremos  mostrar nosso valor e tentar chegar em mais uma decisão! Eu confio nesse time e vocês?

Share: