Faltam 6 para 10

Na verdade, não faltam 6. De acordo com a vantagem que o Palmeiras tem sobre o segundo colocado, faltam 5. Mas como se trata de Palmeiras e suas possíveis “parmeradas”, o palestrino tem como tradição manter os dois pés atrás. Pra nós é difícil fazer parte desse embate entre ansiedade x pés no chão. Somos torcedores e precisamos viver a essência do que é torcer, acreditando sempre no impossível e improvável.

O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol.

Temos uma boa vantagem, porém não temos nada ganho. E a próxima partida explica o porquê. Mais um tabu a ser quebrado. O Palmeiras ainda não venceu lá no Horto desde sua reforma em 2012 (foram 5 jogos com 4d e 1e) e já soma 11 partidas sem vencer o Galo em BH, sempre são jogos difíceis pra nós. Quebrar tabu para esse elenco é algo que vem se tornando cada vez mais comum e geralmente tem superado com êxito. O foco exclusivamente no Brasileirão nos permite imaginar um time mais concentrado e encarando essa partida como mais uma decisão nessa temporada. Em caso de revés, o campeonato ganharia outro gás e, cá pra nós, o que tem de gente torcendo pra isso acontecer não cabe no gibi.

Há quem diga que será a última “pedreira” no caminho do verdão. Há quem diga que será tranquilo, que é só questão de tempo. E há quem não diga nada, tipo eu, que apenas espero chegar 17h, do próximo domingo em Belo Horizonte, para torcer, vibrar, sofrer e – por que não? – comemorar ao final. Já passamos por uma sequência complicada e contrariando comentaristas pessimistas e de má vontade, o time já mantém uma marca de 17 jogos de invencibilidade. O futebol apresentado não é colírio para os olhos alheios, porém tá longe de ser um crime aos olhos dos palestrinos, principalmente quem acompanhou o período triste e de seca do nosso clube. Exigir um futebol estilo Guardiola, com essa quantidade de jogos já feitas na temporada e sendo o time que chegou bem nas três competições que disputou, é no mínimo falta de bom senso.

Independente das cobranças exageradas e da cornetagem que sempre rondam a Academia, faltam apenas 6 para chegar ao 10. Em meio a tantos números, cálculos, probabilidades e palpites, o Palmeiras vai se encaminhando para, mais uma vez, tornar o Brasil verde e levantar uma taça. Quando olhamos para trás, vemos o que já trilhamos. Quando olhamos pra frente, vemos o que nos faz continuar.

Avanti!

Share: